plugin.tt_news ERROR:
No pid_list defined

Cartao_Natal


O SHARE (Survey of Health, Ageing and Retirement in Europe) é um projeto multidisciplinar e multi-nacional que disponibiliza dados sobre a saúde, o estatuto sócio-económico e as redes sociais e familiares de mais de 140.000 indivíduos, com 50 anos ou mais (cerca de 530 mil entrevistas) de 28 países europeus (+ Israel).

Os dados recolhidos nas diversas vagas do projeto estão disponíveis para toda a comunidade científica, de forma gratuita. Para uma visão sucinta de alguns resultados do projeto, consulte a mais recente brochura SHARE.

Para saber mais sobre o contributo do SHARE para a investigação sobre o impacto do COVID-19, clique aqui.

O SHARE veio dar resposta ao apelo da Comissão Europeia para que fosse estudada a possibilidade de se estabelecer, em cooperação com os Estados-Membros, um estudo longitudinal sobre o envelhecimento na Europa. Constitui, atualmente, um dos principais pilares da investigação europeia. Em 2006, foi selecionado como um dos projetos a ser implementados no European Strategy Forum on Research Infrastructures (ESFRI). É também um elemento fundamental da European Research Area (ERA) que promete influenciar a investigação na Europa, na área das Ciências Sociais.

Pela sua importância a nível europeu, o SHARE adquiriu em Março de 2011, um novo estatuto legal constituindo-se como o primeiro European Research Infrastructure Consortium (SHARE-ERIC). Portugal integra este consórcio enquanto membro observador.

Em Portugal, a coordenação científica do projeto cabe ao Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho (Profª Alice Delerue Matos) e à Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa (Prof. Pedro Pita Barros).

A nível europeu, o SHARE é coordenado pelo Munich Center for the Economics of Aging (MEA), Max Planck Institute for Social Law and Social Policy (Prof. Axel Börsch - Supan).

O projeto está harmonizado com o U.S. Health and Retirement Study (HRS) e o English Longitudinal Study of Ageing (ELSA), e tornou-se um modelo para várias pesquisas sobre o envelhecimento no mundo.

A importância científica do SHARE reside, nomeadamente, no facto de se tratar de um projeto longitudinal que capta o caráter dinâmico do processo de envelhecimento. A dimensão multidisciplinar fornece uma perspetiva global deste processo enquanto que procedimentos e práticas rigorosos, ao nível da concepção e implementação do projeto, asseguram a harmonização dos resultados.

A primeira e segunda vagas do SHARE ocorreram em 2004 e 2006, respetivamente, tendo sido inquiridos 45.000 cidadãos europeus sobre as respetivas condições de vida. A terceira vaga teve lugar em 2008 e as informações recolhidas incidiram sobre os percursos de vida (SHARELIFE) dos cidadãos da Europa. Portugal e mais três países (Estónia, Hungria e Eslovénia) juntam-se ao consórcio europeu e realizaram a 4ª vaga do SHARE, em 2010-2011. Em 2015, Portugal participou na 6ª vaga do projeto (2ª vaga em Portugal) e, em 2017, na 7ª vaga (3ª vaga em Portugal). Durante a pandemia foram realizadas 2 vagas com entrevistas telefónicas simplificadas, em Junho/Julho 2020 e Junho/Julho 2021. A recolha da vaga 9, com entrevistas presenciais, ocorreu de Janeiro a Agosto de 2022.